Início » Notícias » EA bane equipes de esports da Rússia e da Bielorrússia
EA bane equipes de esports da Rússia e da Bielorrússia

EA bane equipes de esports da Rússia e da Bielorrússia

Em resposta à invasão russa na Ucrânia, a Electronic Arts anunciou ontem (16), em seu Twitter, que os jogadores e equipes da Rússia e Bielorrússia vão ser afastados das ligas profissionais de Apex Legends e FIFA 22.


“Continuamos chocados com o conflito que está acontecendo na Ucrânia e nos juntamos a tantas vozes ao redor do mundo pedindo paz e o fim da invasão. Estamos solidários com o povo da Ucrânia. Tomamos a decisão de remover a Rússia e a Bielorrússia dos países elegíveis nos nossos programas de esports. Com efeitos imediatos, jogadores e equipas da Rússia e Bielorrússia não são elegíveis para participar no Apex Legends Global Series e no EA Sports FIFA 22 Global Series”, afirmou a empresa.

Uma semana atrás, a ESL suspendeu as equipes russas de Virtus.pro e Gambit da 15ª temporada da ESL Pro League. Contudo, continuou permitindo que jogadores da Rússia compitam sem a bandeira de seu país ou qualquer logotipo de seus times.

Cada vez mais empresas estão se juntando para ajudar a Ucrânia. Nesta segunda-feira (14), a Square Enix divulgou que doou US$ 500 mil para esforços humanitários no país. A Riot arrecadou mais de 3 milhões de dólares para ajudar a Ucrânia e o Leste Europeu. A Sony doou dois milhões de dólares à agência de refugiados da ONU e à organização Save the Children. Quem também já ajudou foram a Embracer Group, 11 bit studios, Bandai Namco, CD Projekt Red, Supercell, Ubisoft, Unity e a The Pokémon Company.

 

 

 

 

Compartilhe

Letícia Höfke

Letícia Höfke

Sou jornalista, escritora e completamente apaixonada por tudo que envolve o universo geek - principalmente, o Batman.

Veja também