Epic leva batalha contra a Apple à União Europeia

Epic leva batalha contra a Apple à União Europeia

A Epic Games, criadora de Fortnite, levou sua batalha judicial contra a Apple a um novo patamar. A desenvolvedora anunciou que entrou com uma nova ação contra a empresa, na União Europeia.

A queixa diz que a Apple “não apenas prejudicou, mas eliminou a concorrência na distribuição de apps e processos de pagamento”. Além disso, a Epic acusa a empresa de tentar estabelecer um monopólio, abusando de sua posição.

Em comunicado oficial, o fundador e presidente-executivo da Epic Games, Tim Sweeney, disse que isso se trata do futuro das plataformas móveis. Afirmando que a prática da Apple de bloquear os concorrentes dentro do iOS é abusiva por usar do domínio da empresa para limitar a concorrência, o que, em tese, viola a Lei de Concorrência da UE.

Epic leva batalha contra a Apple à União Europeia
Foto: Reprodução / The Verge

A “guerra” entre as companhias começou em 2020, quando a Epic Games tentou evadir a taxa de 30% que a Apple cobra sobre certas compras pela App Store. Criando um sistema de compra de V-Bucks, moeda de Fortnite, que não envolvia a loja de aplicativos.

Tim Sweeney disse em entrevista que sua batalha não é contra as taxas que a Maçã cobra, mas sim para restaurar a concorrência no iOS.

A nova ação se junta a processos em andamento na Austrália e nos Estados Unidos. Até o momento, as empresar não se manifestaram sobre a nova ação.

Compartilhe

Fabits

Fabits

Estou aqui para trazer notícias, curiosidades, rumores, matérias interessantes e desinteressantes. Eventuais opiniões expressadas acima são minhas e não necessariamente representam ideais do Clube do Vídeo Game.

Veja também