Início » Notícias » Funcionários da Blizzard marcam nova ação de protestos

Funcionários da Blizzard marcam nova ação de protestos

Devido ao fim da obrigatoriedade da vacina contra a COVID-19 para trabalhar no estúdio, aliado a possibilidade do fim do trabalho remoto, os funcionários da Activision Blizzard estão fazendo uma série de protestos – mesmo que o chefe administrativo da empresa, Brian Bulatao, tenha afirmado que a empresa está ciente dos riscos do coronavírus. O que corrobora com a insatisfação dos trabalhadores é que muitos produtores e jornalistas testaram positivo para a doença depois da GDC na semana passada, mostrando que a pandemia ainda não acabou.

Para acalmar os ânimos, a Blizzard voltou atrás em sua decisão e Mike Ybarra, atual líder da empresa, esclareceu que o estúdio irá continuar exigindo prova de vacinação aos funcionários. Segundo ele, o trabalho remoto continuará sendo opcional; não será obrigatório voltar aos escritórios.

O estúdio enfrenta processos legais por causa de assédio sexual desde 2021. Recentemente, o estúdio colocou um ponto final em um dos processos, pois concordou pagar 18 milhões de dólares para compensar as vítimas de assédio e discriminação do processo e concordar a melhorar as políticas, práticas e treino para prevenir discriminação e assédio no local de trabalho.

 

 

Compartilhe

Letícia Höfke

Letícia Höfke

Sou jornalista, escritora e completamente apaixonada por tudo que envolve o universo geek - principalmente, o Batman.

Veja também