Início » eSports » Valorant: jogador é acusado de racismo contra atletas da NIP

Valorant: jogador é acusado de racismo contra atletas da NIP

Racismo contra jogadores brasileiros

No último domingo (19), o jogador polonês profissional de Valorant, Kamil “kamo” Frackowiak foi acusado pela ex-namorada de praticar racismo contra os brasileiros da Ninja in Pyjamas. Em seu Twitter, ela divulgou conversas antigas, onde o atleta chama os jogadores da NIP de “macacos” e “negros burros”.

“Isso é de quando ele praticou (racismo) contra a NIP”.

Para além de racismo: comportamento tóxico

A jovem afirmou ainda que o jogador a pressionava para enviar fotos íntimas quando ela ainda era menor de idade.

“Não tenho certeza de como juntar isso. Sinto muito se algo não faz sentido para você, o inglês não é minha língua nativa. Este tópico é sobre @kamoyeess, que é um jogador profissional do @NOMEsports. Ele é extremamente racista, sexista e me pressionou a mandar nudes quando eu tinha 14 anos”.

Segundo a garota, o jogador apresentava um comportamento tóxico, obrigando-a a cortar contato com outros homens e a mandar fotografias explícitas para ele – caso contrário, ele ficava chateado.

“Eu e Kamo ficamos juntos por cerca de 10 meses. Durante nosso relacionamento, ele me fez deixar de seguir caras para ele porque aparentemente isso o machucava. Ele me fez bloquear caras pra ele, mandar fotos explícitas pra ele porque se eu não fizesse ele ficaria triste”.

“Teve esse aleatório que me mandou pedir pra jogar e ele começou a falar pra eu bloquear ele. Aparentemente, se eu não o bloqueasse, significaria que ele é mais importante que ele”.
Kamo ainda utilizou um termo racista para se referir a ela.

“Aqui você pode ver que ele está bravo comigo e me chamando da “palavra N” (termo extremamente racista nos EUA) e um monte de outras que estão em @OfficialBoaster. Só porque eu estava saindo com as pessoas lá e conversando com elas”.

NOM eSports suspendeu Kamo temporariamente do time

Após a repercussão do caso, a NOM eSports, equipe de Kamo, fez um pronunciamento no Twitter, afirmando que o jogador está temporariamente suspenso do time enquanto investigam o caso. A org acrescentou que trará atualizações o mais rápido possível.

“Estamos cientes da situação com um de nossos jogadores de Valorant, Kamil “kamo” Frackowiak. De imediato, Frackowiak está suspenso da equipe enquanto iniciamos uma investigação. Teremos atualizações o mais rápido possível”.

Kamo se desculpa

O jogador polonês, em nota, pediu desculpas pelas ofensas, afirmando que esse tipo de vocabulário se tornou comum no ambiente tóxico do Discord.

Eu estive nesta comunidade tóxica e racista do Discord por muito tempo, assim como Flows […] aquelas palavras se tornaram um hábito imperdoável (...) Gostaria de me desculpar com qualquer pessoa que eu tenha ofendido ou falado mal nestes momentos. O ambiente ‘dócil’ da internet e a possibilidade confusa de poder falar o que se quer é traiçoeiro“.

Quanto a denúncia de assédio sexual, Kamo afirmou que a acusação é falsa.

 “Não são verdadeiras e há muita falsidade na narrativa de Flows. Quero mostrar com printscreens das nossas conversas“, disse ele.

Em sequência, fez uma série de tweets acusando “flows”, sua ex-namorada, de racismo e de chantagem.

Para acompanhar mais notícias de esports, clique aqui.

Compartilhe

Letícia Höfke

Letícia Höfke

Sou jornalista, escritora e completamente apaixonada por tudo que envolve o universo geek - principalmente, o Batman.

Veja também

Pac-Man World: remake é anunciado
Notícias
Marcela Luciana

Pac-Man World: remake é anunciado

A Nitendo anunciou nessa terça-feira (28) um remake do famoso Pac- Man World. E ainda mostraram um mini trailer totalmente inédito durante a Nintendo Direct.

Continue lendo