Resident Evil – Code: Veronica: Curiosidades do sucesso de Dreamcast

resident evil code veronica

Resident Evil – Code: Veronica está comemorando 20 anos, pois é ele vintou! O grande sucesso da Capcom foi lançado dia 3 de fevereiro de 2000 no Japão (posteriormente foi lançado no ocidente). O game traz de volta a adorável Claire Redfield e, seu irmão, Chris Redfield. Em comemoração aos seus 20 anos, reunimos diversas curiosidades sobre o game. 

A História

resident evil code veronica alexia
Alexia

O game traz uma campanha que é dividida em duas partes: Claire em Rockfort Island e Chris em Antarctica Base. A história se passa cerca de três meses após os incidentes de Raccoon City que foi mostrado nos jogos: Resident Evil 2 e Resident Evil 3: Nemesis. Assim como em Resident Evil 2, Code Veronica tem como protagonista nossa Claire Redfield, mas agora em Rockfort Island.

A irmã de Chris é levada para uma prisão por Rodrigo Juan Raval após invadir a sede da empresa Umbrella Corporation. Claire teria invadido a Umbrella para procurar documentos que a auxiliassem na busca por seu irmão, Chris.

Após ser capturada, Claire é transferida para Rockford Island, uma ilha que pertence à Umbrella localizada na América do Sul. Após sua chegada, Redfield vê algumas explosões e fica sem energia elétrica em sua cela. 

Rodrigo, depois de ter também escutado a explosão, liberta Claire e a mesma foge da prisão. Após sua fuga, Claire se depara com os funcionários da Umbrella já transformados em zumbis pelo T-Virus. 

Mais tarde, Claire encontra Alfred Ashford que assume ser o dono de Rockfort e a culpa pela destruição. Alfred é um personagem muito estranho, tem problemas psicológicos e se veste como sua irmã gêmea chamada, Alexia Ashford, que Claire pensa estar morta.

Alexia é uma daquelas mulheres consideradas perfeitas por sua beleza e inteligência. Trabalhou na infância na Umbrella e era considerada um prodígio. Porém, tanto Alexia quanto seu irmão, Alfred, sofriam de problemas emocionais por causa da ausência de seus pais.

No meio da década de 80 a Umbrella já tinha grandes conhecimentos sobre o Mother Virus, que era o progenitor do T-Virus, aquele que conhecemos mais a fundo em Resident Evil 2. Alexia achava que o vírus tinha grande potencial para alcançar a perfeição.

Para isso, começou a fazer pesquisas no DNA de formigas e libélulas, causando uma ramificação muito maior que o T-Virus. E assim nasceu o T-Veronica.

Alexia chegou a testar o vírus em seu pai, Alexander que acabou se tornando em uma criatura horrível. Após o ocorrido, Alexander foi dado como desaparecido e Alexia dada como morta. Após os incidentes com o seu pai e sua irmã, Alfred se tornou um homem desequilibrado.

A campanha de Code Veronica também traz de volta Chris Redfield, que está em busca da sua irmã após ler um e-mail enviado por Leon Kennedy e também descobre que Albert Wesker, o vilão que foi dado como morto em Resident Evil, está mais vivo do que nunca.

Os Personagens

resident evil code veronica albert
Alfred

Code: Veronica trouxe um conjunto de personagens muito interessantes.Temos a volta dos irmãos Claire e Chris Redfield e o retorno do maior vilão da saga Resident Evil, Albert Wesker. 

Os irmãos Ashford também fazem a campanha do game ficar mais envolvente. Vale lembrar que Resident Evil – Code: Veronica é canônico na série Resident Evil.

Exclusividade no Dreamcast, o console da Sega

resident evil code veronica sega

Resident Evil Code: Veronica foi lançado originalmente como exclusivo para Dreamcast, o console de 128 bits da Sega, e se tornou o primeiro jogo da série Resident Evil a ser lançado fora de um console PlayStation. O jogo também foi o primeiro a possuir ambientes 3D em tempo real e movimento dinâmico da câmera. 

Primeiramente, o game foi pensado para ser lançado para o console Sega Saturn. Depois da frustração de tentar realizar um port de Resident Evil 2 para o Saturn e ter seu desenvolvimento fracassado, o produtor Shinji Mikami e sua equipe começaram a desenvolver um título original, que seria o Resident Evil – Code: Veronica.

Code: Veronica teve uma versão melhorada, entitulada Resident Evil Code: Veronica X, que adiciona novas cenas que são super importantes para o entendimento da lore do jogo. Durante o lançamento, a Capcom chegou a divulgar que Code: Veronica sofreu grandes atrasos e baixas expectativas de vendas.

Por causa das dificuldades da plataforma Dreamcast as vendas foram fracas em comparação aos títulos anteriores da série Resident Evil. Porém, Resident Evil Code: Veronica teve excelentes elogios da crítica.

Além de ter sido lançado para Dreamcast, Resident Evil Code: Veronica X também foi lançado para PlayStation 2, quebrando a exclusividade. Após dois anos, teve seu lançamento também para o GameCube.

Em 2011 foi lançada uma versão HD de Resident Evil Code: Veronica X para a sétima geração de consoles. Ela foi disponibilizada no PlayStation 3 e Xbox 360 e atualmente também está disponível para PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch.

Conexão com Resident Evil: The Darkside Chronicles

resident evil code veronica the darkside chronicles
Cena de Resident Evil: The Darkside Chronicles

Resident Evil: The Darkside Chronicles, que foi lançado em novembro de 2009, altera algumas coisas relacionadas à história de Code: Veronica. O game tem como objetivo explorar mais os personagens da franquia, que no caso de Code: Veronica, é a família Ashford.

Porém, os eventos que ocorrem no capítulo Game Of Oblivion em The Darkside Chronicles com relação ao Code: Veronica não adicionam muita coisa ao que já foi mostrado e explicado anteriormente. 

Possível Remake feito pela Capcom

resident evil code veronica resident evil 2 remake
Claire em Resident Evil 2 Remake

A Capcom vem fazendo muitos remakes da série de Resident Evil. Com o lançamento de Resident Evil 2 ano passado e seu grande sucesso nas vendas, a empresa japonesa divulgou ainda em 2019 o remake de Resident Evil 3, que será lançado dia 3 de abril.

Se essa moda pegar, o próximo remake poderia ser o de Resident Evil – Code: Veronica. Além disso, a Capcom afirmou que pretende fazer outros remakes e remasters de suas outras franquias. Vamos torcer para que haja um espaço para um remake de Code: Veronica.

E você, o que acha do Resident Evil – Code: Veronica? Qual é o seu momento favorito da campanha? Gostaria de um remake? Conta pra gente nos comentários.