The Witcher 3: 5 anos do game extraordinário da CD Projekt Red

The Witcher 3 capa

Parece que foi ontem que um dos melhores RPGs da geração chegava nas lojas. The Witcher 3: Wild Hunt, o game prodígio da CD Projekt Red, foi lançado em maio de 2015. O terceiro game da franquia é uma sequência direta de The Witcher 2: Assassins of Kings de 2011 e chegou a vender cerca de 28 milhões de cópias.

O game é o quarto trabalho da desenvolvedora polonesa, a CD Projekt Red. A empresa foi fundada em 1994 pelos amigos Marcin Iwiński e Michał Kiciński. A desenvolvedora hoje em dia também é dona da loja digital GOG.com, onde realiza vendas de jogos digitais e filmes.

O começo da CD Projekt Red não foi na realização de desenvolvimento de games e sim de traduções. A empresa polonesa traduzia diversos jogos ocidentais para o polonês, um dos jogos mais famosos que foram traduzidos por eles foram os jogos da série Baldur’s Gate.

O início de tudo

The Witcher (2007)

Somente em 2007 que a CD Projekt Red lançou o seu primeiro trabalho: The Witcher, o primeiro game da série. The Witcher apresenta Geralt de Rívia, que tem como missão curar a filha do rei de Foltest. O primeiro game foi lançado somente para PC e OS X.

Já em 2011 foi lançado The Witcher 2: Assassins of Kings para PC, OS X e Xbox 360. O segundo game é um pouco mais amplo que o primeiro e conta com diversas histórias distintas e vários finais. Geralt é um dos poucos bruxos que restaram e vai parar em um interrogatório em Temeria por causa do assassinato do rei.

A história de The Witcher 3

The Witcher 3 (2015)

A história de The Witcher 3 começa exatamente após o final de The Witcher 2. O terceiro game da série consegue mostrar o lado mais humano de Geralt. O bruxo precisa partir para uma missão pessoal onde deverá enfrentar um mundo sombrio, onde um exército desconhecido invade os Reinos do Norte.

Uma das coisas mais legais na história de The Witcher 3 é a profundidade da narrativa. O jogo é composto com diversos finais e adiciona missões secundárias que contribuem muito com a narrativa (não esqueça de fazer elas). Por falar nelas, as missões paralelas são uma das melhores sacadas do jogo, tem algumas missões que você não consegue esquecer, umas engraçadas que consegue dar um alívio cômico no game (quem se lembra da missão que o Geralt tinha que buscar uma panela para uma senhora?) e algumas que são um complemento na história, seja da trama principal ou dos personagens.

Personagens principais

Geralt de Rívia

Conhecido também como Lobo Branco, Geralt de Rívia é um bruxo que cresceu no reino de Kaedwen com os bruxos de Kaer Morhen. Filho de uma feiticeira e de um mercenário, Geralt foi deixado ainda recém nascido na Escola do Lobo onde aprendeu a sobreviver e passou a treinar suas habilidades. Após o treinamento, o bruxo passou por alguns experimentos, sendo o único bruxo a sobreviver.

Triss Merigold

Triss Merigold é uma feiticeira que ficou conhecida como “A Décima Quarta do Monte”, porque a maioria dos cidadãos achavam que ela tinha morrido em uma batalha no Monte Sodden. Essa batalha foi tão intensa que deixou Triss desfigurada na época e sem cabelo. Graças aos feitiços, ela conseguiu se recuperar e é uma mulher belíssima. Pena que os feitiços não conseguiram tirar a sua cicatriz.

Triss tem uma paixão platônica por Geralt, junto com o Bruxo, ela ajudou Ciri, tendo ela como irmã mais nova. Uma das habilidades é a de cura.

Yennefer de Vengerberg

Yennefer cresceu em Vengerber e é uma figura materna para Ciri. Amiga de Triss, se envolve amorosamente com o bruxo Geralt. Yennefer é mestra em magia, sendo uma famosa e respeitada feiticeira.

Durante a segunda batalha por Sodden, ela perdeu a visão que foi recuperada pela magia. Quando era pequena, sofreu muita tortura psicólogica e agressões dos seus pais. Foi salva por Tissaia de Vries, que virou a sua tutora.

Cirilla Fiona Elen Riannon

Ciri é a rainha de Cintra, princesa de Brugge e atual duquesa de Sodden. É conhecida também como a “Leoazinha de Cintra”. Ciri é filha única e é neta da rainha Calanthe. Tem Geralt como uma figura paterna, o Bruxo e Yennefer a auxiliaram no básico de magia e no combate.

As Expansões

Hearts of Stone

The Witcher 3 não foi só consagrado como o melhor jogo, mas também por ter duas expansões que também foram aclamadas. A primeira expansão, Hearts of Stone chega a ter cerca de 14 horas (19 horas se você quiser fazer os 100%). Na expansão Geralt aceita um contrato misterioso que o leva a encontrar Gaunter O’Dimm, o “Senhor do Espelho”.

Blood and Wine

Blood and Wine é a segunda expansão do terceiro game da série The Witcher e traz Geralt com uma missão de destruir uma ferra que anda atormentando a duquesa Anna Henrietta. A expansão tem cerca de 16 horas, chegando a ter até 41 horas se o jogador quiser fazer os 100%.

Série e Livros

A série de games de The Witcher foi inspirada nos livros da saga “The Witcher: A Saga do Bruxo Geralt de Rívia” do escritor polonês Andrzej Sapkowski. A série de livros se trata de contos e romances de fantasia que contam a história de Geralt de Rívia. Ao todo são dois livros numa única coletânea de contos e cinco romances sendo eles:

  • A Espada do Destino (1993)
  • O Último Desejo (1993)
  • O Sangue dos Elfos (1994)
  • Tempo do Desprezo (1995)
  • Batismo de Fogo (1996)
  • A Torre da Andorinha (1997)
  • A Senhora do Lago (1999)

Em 2019 a Netflix lançou a série também inspirada nos livros chamada The Witcher. A primeira temporada teve sua estreia em dezembro de 2019 e traz Henry Cavill (ator que interpreta Superman no Universo Estendido da DC) como Geralt de Rívia. A série foi bastante aclamada pelos fãs do game e dos livros. A Netflix já confirmou a segunda temporada (ainda sem data de estreia).

E aí, o que acha sobre o game The Witcher 3? Torce para uma continuação? Conte pra gente!