Baldur’s Gate 4 está em desenvolvimento?

Baldur’s Gate 4 está em desenvolvimento?

Com o grande sucesso de Baldur's Gate 3, rendendo inúmeros prêmios e milhões de cópias vendidas, nada mais justo do que esperar um Baldur's Gate 4 para dar continuidade a um game tão bem-sucedido. No entanto, será que a desenvolvedora Larian Studios está produzindo uma sequência?

Até o fechamento desta matéria a resposta é “não”. Segundo o fundador do estúdio, Swen Vinckie, não está nos planos um novo título porque eles querem arriscar em novos desafios: “Não vamos fazer Baldur's Gate 4, que todos esperam que façamos. Vamos seguir em frente, vamos nos afastar de Dungeons and Dragons e começar a fazer algo novo”, disse durante uma palestra na Game Developers Conference em março.

Já em uma entrevista à IGN, Vinckie também comentou que eles chegaram a iniciar um “trabalho preliminar” em conteúdos inéditos para Baldur's Gate 3, mas deu a entender que era apenas um trabalho “por fazer”, e não uma “rotina realmente empolgante”. 

Baldur's Gate 4 está em desenvolvimento?
Reprodução

Dentro desse contexto, a Larian Studios devolveu a licença de Baldur's Gate à Wizards of the Coast, para que outro estúdio possa fazer uma sequência. A equipe também reforçou em um post divulgado a comunidade no dia 18 de abril de 2024.

“Ter a chance de desenvolver um jogo ambientado no universo de Dungeons & Dragons foi um sonho realizado para todos nós. Mas, como Swen disse recentemente, não introduziremos nenhum novo conteúdo narrativo importante na história de Baldur's Gate 3 ou seus personagens de origem e companheiros, nem faremos expansões ou Baldur's Gate 4”, diz a nota.

Por outro lado, a Larian Studios permanece atualizando o Baldur's Gate 3 para corrigir bugs e outros problemas. Além disso, o Patch 7 também dará ferramentas oficiais para os fãs modificarem o game a vontade, e há planos para que as atualizações continuem além dela.

Teremos um Baldur's Gate 4 feito por outro estúdio?

Baldur's Gate 4 está em desenvolvimento?
Reprodução

Segundo a Polygon, é muito provável que haja um Baldur's Gate 4. Apesar da Wizards of the Coast não possuir os direitos dos personagens e ambientações referentes ao terceiro título, ela poderá dar a outra empresa a licença para eles produzirem um quarto título, e aparentemente já está nos planos dela.

Segundo o vice-presidente sênior de estratégia digital e licenciamento da WotC e Hasbro, Eugene Evans, em entrevista a PC Gamer, as primeiras conversas sobre como será o Baldur's Gate 4 já se iniciaram. “Estamos agora negociando possíveis parcerias que estão querendo abraçar o desafio [de desenvolver o game]”. 

“Vamos levar nosso tempo e encontrar o parceiro certo, a abordagem certa e o produto certo que poderia representar o futuro de Baldur's Gate. Levamos isso muito, muito a sério”, continuou ele, finalizando que eles não querem esperar 23 anos para lançarem o Baldur's Gate 4, fazendo uma analogia entre a demora do segundo para o terceiro jogo.

O fenômeno Baldur's Gate

Baldur's Gate 4 está em desenvolvimento?
Reprodução

Baldur's Gate é uma série de jogos de RPG ambientados no Reino Esquecido de Dungeons & Dragons, tendo duas subséries principais: a Saga Bhaalspawn e a Dark Alliance, ambas, sucesso de público e crítica.

O primeiro game foi idealizado no ano de 1995 pela BioWare e, inicialmente, tinha o nome de Forgotten Realms (Reino Esquecido), e para garantir a fidelidade com o universo de D&D, o programador principal leu todos os livros do universo, incluindo contos e romances.

O desenvolvimento foi incomum para os padrões da época, já que os gráficos não foram construídos a partir de tiles, mas sim com fundos sendo renderizados individualmente, o que aumentou o tempo de criação do jogo, ao mesmo tempo que deixava os visuais mais bonitos que seus contemporâneos.

Já a criação da personagem Imoen veio tardiamente. Segundo o roteirista Luke Kristjanson, ela chegou para “preencher uma lacuna de ladrão não-psicótico nos níveis iniciais”. Seu rosto foi inspirado na esposa de um membro da equipe, Dean Anderson.

Após sucessivos atrasos, Baldur's Gate foi lançado no dia 21 de dezembro de 1998, sendo publicado pela Black Isle Studios, que é uma divisão da Interplay. Originalmente, as previsões comerciais da publisher eram “muito baixas”, com projeções de “no máximo 50.000 cópias”. Dentro da BioWare, a previsão de vendas era de 200 mil unidades, sendo o número que eles queriam para iniciarem a produção do segundo.

Indo contra todas as expectativas, o jogo se tornou um sucesso comercial inesperado e instantâneo, e as 50 mil cópias produzidas esgotarem rapidamente. O game estreou nos Estados Unidos em terceiro lugar no ranking de vendas de jogos de computador, e vendeu 55.071 cópias somente lá em menos de uma semana.

As vendas globais atingiram 175 mil unidades em janeiro de 1999, sendo a mais rápida da história da Interplay até então, levando também a um aumento no preço das ações da empresa. Em fevereiro, as vendas mundiais ultrapassaram as 500 mil cópias e, ao longo do tempo, chegou a 2,8 milhões de cópias.

Na época, o game foi universalmente aclamado, com análises apontando que ele estabelecia um novo padrão para os RPGs, e sendo nomeado, de modo recorrente, como o melhor jogo baseado em Dungeons & Dragons até então.

Baldur's Gate também ganhou diversos prêmios, incluindo “Jogo do Ano” em diversas publicações. Já em 2020, ele ficou em terceiro lugar na lista de “10 melhores histórias de Dungeons and Dragons para começar”, e o artigo diz que “além de fornecer uma visão sobre a Costa da Espada, o jogo também oferece um elenco diversificado de personagens que você pode recrutar para o grupo. Esse elenco serve como uma grande fonte de inspiração para criar personagens interessantes para os jogadores”. 

O segundo game foi lançado em setembro de 2000, e repetiu a popularidade do primeiro, sendo considerado um dos melhores jogos de videogame já feitos na história. O consenso entre os elogios é de que Baldur's Gate 2: Shadows of Amn pega todos os elementos de seu antecessor e melhora, ao mesmo tempo que introduz novidades significativas para fazer com que o jogador tenha uma nova experiência.

O ponto mais elogiado foi o sistema de combate, considerado um crescimento “a passos largos” em comparação ao primeiro, que já era excelente por si só. Segundo publicações da época, ela é mais estratégica e com uma interface mais intuitiva e incrivelmente fácil de usar. Já a história também foi bem recebida, sendo chamada de épica e também superando o primeiro.

Victor Miller
Victor Miller

Jornalista, Victor Miller ganhou popularidade na internet por ser o dono do Planeta Sonic, um dos maiores canais do YouTube no Brasil sobre o mascote da SEGA. Trabalha há mais de dez anos escrevendo sobre games para diversos canais importantes do país.