Início » Notícias » CBLOL 2022: Guigo se pronuncia sobre injúria racial

CBLOL 2022: Guigo se pronuncia sobre injúria racial

Usuário anônimo expõe Guigo

Na última terça-feira (3), um usuário anônimo do Twitter publicou uma coletânea de momentos em que Guigo, top da RED Canids, profere ofensas racistas em um grupo de conversa.


No vídeo em questão, podemos ver que o jogador faz diversos comentários racistas e, apesar de pedir para que um dos membros do chat “pare de spam”, não menciona nada sobre o cunho discriminatório das mensagens enviadas.

Depois disso, um outro perfil também chegou a publicar mais imagens de mensagens que teriam sido enviadas por Guigo que também contém injúria racial.

Ex-namorada de Guigo recebeu hate

Mayumi, ex-namorada do atleta, acasou sendo atacada nas redes sociais por causa das ações de Guigo. Diante disso, ela desabafou sobre o caso em seu perfil secundário. A streamer afirma que é “difícil entender que namorou uma pessoa preconceituosa”, mas que não podia dar detalhes sobre coisas que ele fez com ela porque poderia ser processada.

Guigo se pronuncia

Em nota, Guigo assumiu a autoria das mensagens. Ele afirmou que cometeu o crime quando tinha entre 14 e 15 anos.

Veja a nota do jogador na íntegra:

“Oi pessoal. Surgiram alguns prints e preciso falar com vcs sobre eles. Primeiro e mais importante de tudo, casos de racismo são seríssimos e preciso tratar isso dessa forma. As conversas divulgadas fazem parte de um grupo de facebook messenger que eu fazia parte, mais ou menos em 2017. Nessa época, com 14/15 anos, antes de entrar pra RED, eu não entendia o peso das minhas atitudes.

Com o tempo aprendi a importância que cada palavra e atitude têm para todos ao meu redor, e mudei meu comportamento de acordo. Isso não muda o fato de que minhas atitudes foram erradas e têm seu peso, por mais que eu tenha aprendido e mudado.

Peço desculpas pelas minhas atitudes do passado, mesmo sabendo que apenas desculpas não são suficientes para reparar o que aconteceu. Podem ter certeza que aprendi e mudei. Aprendi sobre como certas falas reproduzem formas de racismo. Sobre como algumas atitudes expõem o racismo estrutural que às vezes nem nos damos conta em que vivemos. Sobre como precisamos agir para enfrentar o racismo presente em nossas instituições sociais, o tempo todo. Espero que todos entendam a seriedade disso e possam aprender com os meus erros do passado”.

RED Canids se posiciona e diz reconhecer a gravidade do assunto

A RED Canis se posicionou sobre o caso de Guigo e afirmou reconhecer a gravidade do assunto. Segundo a organização, Guigo tem um “comportamento exemplar” desde a sua entrada na organização, e o atleta reconhece a gravidade dos seus atos e que concordou em doar 70% do seu salário nos próximos 3 meses para uma instituição que luta pela igualdade racial no Brasil.

Veja a nota da RED Canids:

“No dia 02 de Agosto de 2022, foram postados alguns prints de uma conversa em um grupo do Facebook envolvendo nosso atleta Guigo. Tomamos as devidas providências para investigar esses fatos e nos pronunciar de forma responsável.

Uma acusação de racismo, como o caso em questão, exige averiguação devida, o que leva tempo. Conversamos com Guigo, buscamos uma forma de recuperar as conversas apresentadas e vimos que de fato a troca de mensagens ocorreu 5 anos atrás, em 2017, em um grupo privado do qual ele fazia parte.

Desde que ingressou em nossa organização, Guigo sempre apresentou comportamento exemplar e se portou devidamente como atleta que nos representa. O atleta compreendeu a gravidade de seus atos, ainda que cometidos no passado, antes de começar a trabalhar conosco e se tornar um jogador profissional. Ele entendeu a responsabilidade que tem sobre suas ações, principalmente hoje como uma referência para tantos jovens.

Independente do amadurecimento, mudança de comportamento e arrependimento por parte do Guigo, sabemos que ações devem ser tomadas no sentido de reparar de alguma forma os danos causados. O atleta concordou em doar 70% de seu salário nos próximos 3 meses para uma instituição que luta pela equidade racial no Brasil.

Como uma organização que trabalha com jovens talentos, buscamos instruir e conscientizar todos e todas que trabalham conosco sobre a responsabilidade que cada um tem na sociedade. Reforçamos nosso compromisso em manter uma posição contrária a qualquer forma de preconceito, sempre buscando construir uma sociedade justa.

Dessa forma, a RED Canids Kalunga, visando reforçar seu compromisso com a consciência e justiça social, tomará ações junto de profissionais qualificados que possam instruir e informar todos que fazem parte da organização para que todos entendam e aprendam sobre a seriedade desses temas. Entendemos que essa é a melhor forma de construir um futuro mais justo para nossa sociedade e nossa comunidade”.

Clique aqui para conferir mais notícias de esports no Clube do Videogame.

Compartilhe

Letícia Höfke

Letícia Höfke

Sou jornalista, escritora e completamente apaixonada por tudo que envolve o universo geek - principalmente, o Batman.

Veja também