Entrevista | Ruan Victor, criador do Brazooka’s

Entrevista | Ruan Victor, criador do Brazooka’s

Conheça Brazooka´s: Heróis Nacionais

Brazooka´s: Heróis Nacionais é um jogo de luta 100% nacional, que coloca frente a frente vários super-heróis brasileiros. Inspirado em games como Street Fighter II e Marvel Super Heroes, o jogo conta a história do projeto Brazooka's, que é basicamente uma grande equipe de heróis brasileiros.

Eles são chamados para derrotar uma criatura cósmica chamada Syrius, que está ameaçando destruir a Terra com um meteoro do mesmo tamanho daquele que matou os dinossauros. No entanto, no meio do processo, algo dá errado, e o vilão consegue colocar os heróis uns contra os outros.

Brazooka's: Heróis Nacionais tem como foco valorizar os personagens brasileiros e fortelecer o mercado dos quadrinhos nacionais e a cultura do nosso país.

O projeto está em financiamento coletivo no Catarse, e o valor que você doar pode te garantir várias regalias, como, por exemplo, colocar seu herói ou heroína como figurante ou personagem jogável na aventura.

O jogo será lançado para PC, Android e ainda, vai receber uma versão para Mega Drive. A versão demo já está disponível e conta com dois personagens jogáveis. Para liberar os outros, os desenvolvedores precisam bater as metas. Então, não perca tempo. Vá lá e doe!

Entrevista com Ruan Victor, o idealizador do projeto

O Clube do Videogame realizou uma entrevista exclusiva com Ruan Victor, o idealizador do projeto. Ele falou um pouco sobre como surgiu a ideia do projeto, como está sendo a repercussão do game desde seu anúncio e a valorização da cultura brasileira. 

Confira a conversa abaixo:

Clube do Videogame: De onde veio a ideia para o game?

 

Ruan Victor: A ideia de se criar um game de luta com super-heróis brasileiros foi minha (Ruan Victor – Idealizador e píxel artísta). E apesar de ser apaixonado por quadrinhos, que também é uma das minhas profissões (sou o autor do personagem Bombeiro Mascarado, que também está no jogo), sempre fui amante dos games. Meu primeiro contato foi com os games e depois com os quadrinhos quando criança. Depois de conhecer o universo dos “quadrinhos nacionais” e que tínhamos bastante material, uns de grande sucesso em suas épocas, como o Judoka e o Capitão Sete, vimos a oportunidade de furarmos a bolha com os games. Lançamos o primeiro game do Bombeiro Mascarado em parceria com o gamedev Lucas Jefrey, que também está no projeto BRazooka's, e foi bem aceito e até jogado por grandes youtubers como o Felps. Vendo aquele burburinho que o nosso primeiro game fez protagonizado por um super-herói BR, decidimos então expandir a ideia de divulgar mais heróis brazukas através de games, eis que surge BRazooka's, o primeiro fighting game protagonizado por super-heróis brasileiros, inspirado em clássicos como Street Fighter II, KOF e Marvel Super Heroes.

 

Clube do Videogame: Como está sendo a repercussão do game desde seu anúncio?

 

Ruan Victor: Digamos que está bem modesta, talvez por conta da temática com super-heróis BR's ou pelo fato que fighting games indies terem uma má reputação com relação à financiamentos coletivos como o Trajes Fatais, mas nas feiras geeks e evntso que participamos, no boca a boca e entre o público infanto-juvenil, está se saindo bem, apesar de ter uma pegada mais retrô.

 

Clube do Videogame:  Quem são as principais inspirações de vocês para fazer o game?

 

Ruan Victor: Jogos das gerações dos anos 90/2000 como Street Fighter, KOF, Marvel Super Heroes, dentre outros. No início havia uma discussão sobre o design do game, se seria em 3D para agradar as novas gerações ou em pixel art 2D, a ideia de se fazer o game da forma atual foi a escolhida, e tem agradado tanto ao público mais jovem como à galera retro gamer.

 

Clube do Videogame: Como o game pretende valorizar a cultura brasileira?

 

Ruan Victor: A ideia é, além de divulgar os super-heróis brasileiros, os cenários também serão de lugares reais do nosso país, como as praias do Rio, a Floresta Amazônica, etc. Fora que teremos diversos easter eggs do universo brasileiro. 

 

Clube do Videogame: Quais são as desvantagens e dificuldades de trabalhar com jogos no Brasil?

 

Ruan Victor:  Creio que temos um mercado em potencial, porém falta um pouco de incentivo por parte de institutos privados e governamentais para fomentar mais os desenvolvedores, pois toda iniciativa sempre parte do âmbito “indie” que acaba não prosperando por falta de recursos mesmo.

 

 

Clube do Videogame: E as vantagens de trabalhar com jogos no Brasil?

 

Ruan Victor: Podemos não ter fama nem grana, mas a gente se diverte demais fazendo aquilo que a gente gosta. E as vezes menos é mais, as limitações acabam nos incentivando a inovar e criar soluções para chegarmos à certos objetivos. Nosso game não veio para “reinventar a roda” mas para simplesmente divertir.

 

Clube do Videogame: Que conselhos você dá para alguém que queira trabalhar com jogos?

 

Ruan Victor: O mesmo que eu sempre dou para quem quer trabalhar com quadrinhos. Comece, desenvolva e lance sua ideia. Feito é melhor que perfeito, com o tempo você vai amadurecendo a ideia e numa dessas, você se encontra com pessoas que também tem o mesmo objetivo que o seu. Mas… Tem que mostrar seu talento, ter uma grande ideia e deixá-la engavetada, não muda nada. Faça sua ideia acontecer, mesmo sem recursos.

 

Clube do Videogame: Em quais outros projetos vocês estão trabalhando no momento?

 

Ruan Victor: Além do projeto BRazooka's, também estamos trabalhando em outros games dos nossos heróis, quadrinhos e também animações que podem ser conferidas no nosso site: https://rzecomics.wixsite.com/rzecomics

Leticia
Leticia

Sou escritora, jornalista e completamente apaixonada por tudo que envolve cultura pop. Instagram e twitter: @leticiahofke