O que sabemos sobre Bayonetta 3

Confira o que sabemos sobre Bayonetta 3 até o momento.

Data de lançamento

Ontem (13), Bayonetta 3 finalmente ganhou uma data de lançamento. A nintendo divulgou um teaser revelando que dia 28 de outubro, o tão aguardado jogo chega para Nintendo Switch – quase cinco anos depois que o game foi anunciado em 2017 durante o The Game Awards. Ele também chega oito anos depois do lançamento de Bayonetta 2.

Veja o novo trailer:

O trailer revela ainda uma nova jogabilidade, novos personagens, uma das transformações de Bayonetta e as lutas em ritmo acelerado que os fãs já conhecem.

Modo família

Juntamente com o novo trailer, a Platinum Games e a Nintendo revelaram o modo Naive Angel Mode (Modo Anjo Ingênuo), que censura a nudez parcial que vemos no game. Quem já conhece o jogo sabe que há diversas cenas mais sensuais, mas, caso esse novo modo esteja ligado, essas imagens serão removidas.

 

“Relaxe! A bruxa está de volta sexy como nunca. Nós adicionados o revolucinário “Modo Anjo Ingênuo” para que mais pessoas possam aproveitar. Ligando esse modo, você pode jogar diretamente da sala de estar, sem se preocupar com o que está na tela… nós achamos”.

O objetivo da empresa é tornar o game mais confortável para audiências mais jovens ou que se incomodam com a nudez e a sexualização de Cereza e outros personagens.

Plataformas do Bayonetta 3

O primeiro jogo ficou disponível em alguns consoles, mas Bayonetta 2 só apareceu no Wii U antes de ser relançado no Switch. Pelo visto, a PlatinumGames está querendo manter as coisas limitadas à Nintendo novamente, pois Bayonetta 3 estará disponível apenas para Nintendo Switch.

Quatro anos atrás, para que não houvesse dúvidas de que tanto Bayonetta 2 como Bayonetta 3 não estariam disponíveis para PC, Xbox One ou PS4, Hideki Kamiya foi ao Twitter esclarecer a situação.

“Somos um estúdio que cria jogos ao assinar contratos com editoras e ao receber fundos delas para cobrir os custos de desenvolvimento. Para o Bayonetta 1, assinamos um contrato com a SEGA e recebemos fundos deles, então apresentamos um design para um jogo e entramos em produção. Todos os direitos pertencem à SEGA. Quando começamos a fazer o Bayonetta 2, inicialmente recebemos fundos da SEGA para desenvolver o jogo para várias plataformas, mas o projeto ficou parado devido a circunstâncias na SEGA. A Nintendo entrou para continuar a financiar o jogo, nos permitindo terminá-lo. Portanto, os direitos pertencem à SEGA e à Nintendo. Os donos dos direitos decidiram que o jogo deveria ser feito para o Wii U”, disse ele, que falou ainda que a Nintendo financia Bayonetta 3 integralmente. O desenvolvedor afirmou que sem a ajuda da fabricante do Switch, o jogo não existiria.

História

O que sabemos sobre Bayonetta 3 é que uma nova ameaça pretende destruir diferentes universos com um exército de Homunculo, inimigos diferentes de tudo que os jogadores já enfrentaram na franquia. Para conseguir derrotá-la, a famosa bruxa vai contar com a ajuda de diferentes versões suas, de vários cantos do multiverso. Ela também receberá a ajuda de Viola, uma bruxa em treinamento, mas ainda não sabemos que impacto ela terá na história.

Classificação etária

O jogo recebeu classificação de 16 anos em mais de um país pelos órgãos regulamentadores responsáveis (ESRB e PEGI) por possuir nudez parcial e violência.

Para ver como surgiu a classificação etária nos games, clique aqui.

Compartilhe

Letícia Höfke

Letícia Höfke

Sou jornalista, escritora e completamente apaixonada por tudo que envolve o universo geek - principalmente, o Batman.

Veja também