Tecnologia expande desenvolvimento de jogos híbridos

Imagem: Reprodução

Os jogos e os seres humanos andam de mãos dadas há milênios. Há registros que indicam que os egípcios já jogavam dados de RPG de maneira semelhante à que conhecemos hoje em dia há mais de 4000 anos. Os gregos e romanos também não ficavam atrás: recentemente foi encontrado um jogo de tabuleiro romano em um cemitério datado do século 3.

E esses companheiros de lazer acompanharam o desenvolvimento das culturas, navegando pelos continentes e adaptando-se às comunidades. Com o avanço das máquinas, era natural que os jogos fossem se modernizando e ganhando novas nuances, avanço esse que teve uma acelerada com a chegada dos jogos digitais.

A chegada da tecnologia foi uma das mudanças mais rápidas e drásticas que a humanidade já sofreu, e novas alternativas foram surgindo ao longo das últimas três décadas. Hoje em dia é possível identificar, pelo menos três tipos de jogos: os tradicionais, os digitais e os híbridos, que junta os dois primeiros. 

Combinando elementos dos jogos físicos com eletrônicos e digitais, os híbridos surgem para melhorar a jogabilidade. Eles começaram a se espalhar no mercado de games comercial há quase 10 anos, mas experimentaram um aumento da procura nos últimos anos.

Alguns dos fatores que acabaram contribuindo para isso foram a inclusão de gráficos atrativos que nem sempre estiveram presentes nos jogos físicos e facilidades de que somente os jogos virtuais poderiam trazer como a possibilidade de serem jogados em qualquer parte.

Jogos híbridos estão sendo utilizados na educação e lazer

O app do XCOM indica o posicionamento das peças e influencia nas ações dos jogadores. Imagem: Reprodução.

Alguns educandos já estão utilizando metodologias que incluem os jogos na educação, ancorados no fato de que as crianças estão tendo contado com as alternativas online antes mesmo da interação na escola. Ao chegar ao ambiente escolar, os jogos são utilizados por trazerem sistemas de regras bastante simples, rápida duração (e que se adequa ao tempo disponível) e resolução de situações que facilitam a interação entre os presentes. 

Com os jogos híbridos, é possível aliar as praticidades dos jogos virtuais e a movimentação dos tradicionais. Capitão Jack Pott é um desses que trazem uma versão híbrida. Indicado para um público a partir de 7 anos, ele tem como objetivo principal encontrar o tesouro escondido. Sendo jogado por até 4 pessoas, conta com um aplicativo baixado pelo Android ou iOS, devendo ser jogado simultaneamente em sua versão física e online. 

A necessidade do aplicativo vem do fato da utilização da realidade aumentada para exibir o conteúdo dos baús e verificar o que tem dentro. Além disso, no aplicativo estão dispostas as discas para chegar aos locais estratégicos. 

Alguns jogos tiveram também uma evolução a partir de versões clássicas como o já conhecido Jogo da vida. O jogo de tabuleiro que é uma simulação de vida real, também teve um app disponibilizado para ser instalado no celular. Em seu aplicativo é possível adicionar até 6 jogadores que tem como objetivo desenvolver sua vida tanto financeira quanto pessoal. E para isso deve lançar mão de escolhas e estratégias, além de contar com o fator sorte.

Outro game que também utiliza essa pegada é o XCOM. Criado pela Fantasy Flight, o board game é totalmente cooperativo e pode ser acessado por até quatro jogadores que tentarão conter invasores alienígenas. A partir do aplicativo, os jogadores terão acesso a regras e controle obre informações disparadas pelos satélites, acompanhando também o progresso dos níveis.

Aplicativos móveis para jogos tradicionais como o poker vêm fazendo sucesso. Imagem: Reprodução Partypoker

Se o público em idade escolar vem sendo chamado para experimentar opções híbridas de jogos já conhecidos, o público jovem e adulto, por sua vez, também vem buscando cada vez mais opções digitais a jogos já conhecidos. É o que acontece com sites dedicados ao poker. 

Sendo um jogo de cartas bastante popular, era esperado que o poker também ganhasse adeptos em suas versões mobile. Por isso, algumas empresas lançaram versões cada vez mais otimizadas para smartphones. É o caso da partypoker, que permite através do seu aplicativo móvel a participação em torneios e partidas a qualquer momento. Seu layout na vertical melhora a experiência do usuário – já que pode ser jogado com somente uma mão – e a disponibilização de um chat ao vivo com outros jogadores adiciona a interatividade, tão importante num jogo como este. 

Outro jogo tradicional bastante buscado é o xadrez. Em sites dedicados ao mais famoso dos jogos de tabuleiro como o caso do Chess.com, é possível configurar o nível da partida (do mais simples ao mais complexo), escolher seu avatar e inclusive conversar com outros participantes. Desta maneira se torna ideal tanto para iniciantes quanto para aqueles que já possuem grande experiência. 

Neste momento, é importante salientar que os games digitais e os híbridos trazem propostas bastante parecidas com aquelas oferecidas por jogos já tradicionais. Na verdade, a junção de ambos os mundos acaba oferecendo oportunidade de diversão e conteúdos que antes não eram possíveis serem acessados. 

Nos próximos anos, acredita-se que haja um aumento significativo no acesso, tendo em vista os números que temos no momento. Para que se tenha ideia, somente este ano houve um aumento de cerca de 42% no acesso a jogos para console, seguido de 14% em jogos para celulares e 12% naqueles acessados por computador, superando números observados nos anos anteriores. 

O que prova que há um mercado bastante amplo e usuários aguardando ansiosos novidades. Portanto, os híbridos só tentem a crescer, amparados nas tecnologias que surgem a cada dia.