Japonês vende Pokémon hackeado e é preso

Japonês vende Pokémon hackeado e é preso

Um hacker japonês de 23 anos foi preso pela polícia de Aichi depois de vender um Pokémon hackeado no jogo Sword and Shield.

Graças a duas habilidades em programar, o homem alterava seus saves para capturar monstros Shiny, que tem cor diferente e são mais raros. Ele chegou a vender o pokémon Sobble hackeado por 4500 ienes (R$ 228, na cotação atual).

Supostamente, o hacker chegou a conseguir 1,15 milhões de ienes (R$ 58 mil) em um ano.

A prática se enquadra na Lei da Prevenção da Concorrência Desleal, uma lei japonesa de 2019 que tornou ilegal alterar saves em games ou vendê-los para terceiros. Por conta disso, o homem foi preso pela manipulação em Pokémon Sword and Shield.

Fabits
Fabits

Estou aqui para trazer notícias, curiosidades, rumores, matérias interessantes e desinteressantes. Eventuais opiniões expressadas acima são minhas e não necessariamente representam ideais do Clube do Vídeo Game.