Início » Notícias » Live-action de Resident Evil está sendo considerado a pior adaptação de videogames da Netflix

Live-action de Resident Evil está sendo considerado a pior adaptação de videogames da Netflix

Desenvolvida pela Netflix, a série live-action de Resident Evil está sendo mal recebida pelo público. Muita gente está considerando o seriado uma das piores adaptações videogames já lançadas pela plataforma de streaming.

Confira o que os fãs estão falando no Twitter:


Mas também tiveram pessoas que gostaram:

Os números, porém, estão baixíssimos nos sites de críticas. De acordo com a Forbes, na data em que o artigo foi escrito, o live-action de Resident Evil registou 22% relativos às pontuações do público no Rotten Tomatoes. Do lado da crítica especializada, a série registrou 53% de pontuação. Entretanto, vale lembrar que qualquer pessoa pode votar e não existe validação à pontuação dada.

De qualquer forma, esses valores são bem inferiores ao de outras séries da Netflix baseadas em jogos, como a animação Castlevania ou a adaptação de live-action de The Witcher. Castlevania tem 88% de cotação entre público em geral e 94% pela crítica especializa. Já The Witcher tem 75% de cotação entre público em geral e 81% pela crítica especializa.

De acordo com a sinopse oficial, o live-action de Resident Evil “conta uma nova história a partir de duas cronologias: na primeira, as irmãs de 14 anos Jade e Billie Wesker se mudam para New Raccoon City, uma cidade mecânica e corporativa que se impõe a elas justamente no auge da adolescência. Jade e Billie descobrem que o pai pode estar escondendo segredos sombrios capazes de destruir o mundo. Na segunda cronologia, mais de dez anos depois, a Terra tem menos de 15 milhões de habitantes e mais de 6 bilhões de monstros: pessoas e animais infectados pelo T-vírus. Jade, com 30 anos, luta para sobreviver enquanto é assombrada por segredos do passado que envolvem a irmã e o pai”.

O ator Lance Reddick (John Wick e Horizon Zero Dawn) interpreta o icônico vilão da franquia Albert Wesker, que na série será o pai das protagonistas Billie e Jadie. Outros nomes como Ella Balinska (As Panteras), Tamara Smart (Artemis Fowl), Siena Agudong (No Good Nick), Adeline Rudolph  (O Mundo Sombrio de Sabrina) e Paola Nunez (Bad Boys Para Sempre) também estão no elenco.

Caso queira tirar suas próprias conclusões sobre a qualidade da série, a primeira temporada está disponível na Netflix.

Ada Wong vem aí?

O showrunner Andrew Dabb confirmou que os eventos finais da primeira temporada servem como gancho para a chegada de Ada Wong na segunda temporada da produção. Entretanto, ainda não sabemos se a Netflix vai ou não renovar a série. Podemos esperar que sim, porque, mesmo que esse live-action action não esteja agradando tanto, é um dos projetos mais populares do serviço de streaming e já destronou até mesmo a quarta temporada de Stranger Things.

Filmes de Resident Evil

Resident Evil é uma franquia famosa no cinema. Ao todo, são nove filmes, sendo seis em live action. No entanto, essa adaptações não são bem vistas pelos fãs. A história dos filmes de Resident Evil começa em 1996, juntamente com o lançamento do primeiro game para PlayStation, quando a Capcom vendeu os direitos de adaptação para a Constantin Films. Teve muita confusão, troca de diretor até achar um que aceitasse a seguir as instruções do estúdio. As mudanças feitas no filme foram tantas que os fãs não gostaram nada. Ainda assim, lançado em 2002, Resident Evil: O Hóspede Maldito foi lançado e acabou sendo um sucesso nas bilheterias.

O último filme lançado (Resident Evil: Bem-vindo a Raccon City) também não agradou muito a crítica por causa de seu roteiro e efeitos de baixa qualidade.

Você pode conferir mais sobre filmes baseados em jogos clicando aqui.

Compartilhe

Letícia Höfke

Letícia Höfke

Sou jornalista, escritora e completamente apaixonada por tudo que envolve o universo geek - principalmente, o Batman.

Veja também