Menores de idade estão achando brechas para jogar por mais tempo na China

Este ano, a China criou várias medidas para restringir videogames a menores de idade, a mais recente delas foi a proibição a crianças e adolescentes de jogarem por mais de três horas por semana. Segundo o governo, era uma medida necessária para combater o vício em jogos.

Porém, parece que não está dando certo, porque os menores de idade estão dando um jeito de burlar a lei para jogar por mais tempo, achando jeitos ilegais de continuar a jogatina. A informação veio da Reuters, que cita um artigo do People´s Daily, jornal do Partido Comunista chinês, que “identifica métodos” pelos quais as crianças e os adolescentes estão conseguindo jogar online fora do horário.

“Em algumas plataformas de negociação online, há aluguel de contas de jogos e negócios de vendas, os usuários podem contornar a supervisão alugando e comprando contas e jogando jogos online sem restrições”, diz o jornal. “Isso significa que ainda há brechas para os adolescentes entrarem nos jogos online, o que é digno de atenção”.

O artigo incentiva ainda famílias e escolas a ficarem de olho, afirmando que alguns menores usam as contas ou informações dos pais e responsáveis para registrar novos logins.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter

Veja também