Spider-Man | Jogadores poderão transferir o save do PS4 para o PS5

A Insomniac Games divulgou que estará disponível a transferência de save de Marvel’s Spider-Man. Os jogadores poderão transferir o save do PlayStation 4 para o PlayStation 5 sem problemas, algo que estava sendo muito solicitado pelos fãs.

Segundo a Insomniac Games, a atualização será gratuita e permitirá a transferência dos saves. A atualização está programada para o dia 26 de novembro.

Marvel’s Spider-Man receberá uma versão remasterizada no PlayStation 5, o game estará incluso na versão ultimate de Spider-Man: Miles Morales.

PlayStation Plus terá jogos de PS5 durante todos os meses

A Sony confirmou nessa terça-feira (10) que o serviço PlayStation Plus terá um catálogo com um jogo do PlayStation 5 regularmente. Os jogos da plataforma PlayStation 4 também permanecerão na lineup do serviço. Ao todo serão três jogos: 1 jogo de PS5 e 2 jogos de PS4.

“Todos os assinantes da PlayStation Plus irão continuar recebendo, pelo menos, dois jogos de PlayStation 4 todos os meses.”

“O nosso objetivo é adicionar regularmente jogos do PlayStation 5 mensalmente, por isso, fica atento aos nossos anúncios da PlayStation Plus,” disse a empresa no site PlayStation Blog.

Japão pode estar de fora do lançamento do PS5

Uma grande mudança recente em como a Sony trata a marca PlayStation no mundo todo foi a troca da sede. Antes situada no Japão, desde 2016 a subsidiária voltada para seu console agora se situa na Califórnia, nos Estados Unidos.

Dessa forma, ao longo do tempo, o Japão acabou perdendo a relevância para a empresa, mesmo que seja seu país de origem.

Segundo o site de finanças Bloomberg, enquanto a empresa rival Microsoft faz avanços para conquistar o público japonês, a Sony diminuiu o foco no investimento em seu país de origem.

Isso ocorreu devido a performance decepcionante do PS4 no Japão, onde vendeu até hoje menos que 10 milhões de unidades por lá. Significativamente menos que seu antecessor.

Por outro lado, os Estados Unidos compõem 35% das vendas totais do console, enquanto o Japão possui apenas 10% desse total.

Sendo assim, mesmo que o console seja lançado por lá no mesmo dia que nos EUA, o investimento de marketing no país asiático está sendo bem menor.

Isso, somado as recentes dispensas dos estúdios first-party no Japão, mostra que a Sony realmente está focando seus esforços em estúdios ocidentais.