God of War: Ragnarok recebe data de lançamento

Data de lançamento e novo trailer

Os fãs de God of War já podem ficar tranquilos. Em uma postagem no PlayStation Blog, a Sony postou um novo trailer para God of War Ragnarok e revelou uma data de lançamento: dia 9 de novembro. A pré-venda iniciará no dia 15 de julho e há também mais detalhes sobre o bônus de compra antecipada e edições especiais.

Confira abaixo o trailer, onde Kratos e Atreus enfrentam diversos inimigos e se deparam com um lobo gigante chamado Fenrir:

Aqueles que fizerem a pré-venda padrão receberão dois trajes para Krátos e Atreus.

God of War: Ragnarok recebe data de lançamento

Caso compre o jogo no PlayStation 4, o jogador precisará pagar US$ 10 para fazer upgrade para a versão de PlayStation 5.

Além dos trajes, a versão deluxe inclui armaduras e armas para Kratos e Atreus, trilha sonora, álbum digital de artes, conjunto de avatares e um tema para o PlayStation 4.

God of War: Ragnarok recebe data de lançamento

O blog traz ainda um vídeo do intérprete de Thor, Ryan Hurst, e o diretor de arte do Santa Monica Studio, Rafael Grassetti, apresentando as versões especiais de God of War Ragnarok:

De todo modo, que bom que temos uma data de lançamento, pois algumas pessoas já estavam cometendo crimes para conseguí-la.

O que sabemos sobre God of War Ragnarök é que sua história se passa após o título de 2018, quando Kratos e Atreus causaram muita destruição por alguns dos Nove Reinos e deram início aos eventos que vão acabar com o mundo e recomeçá-lo. Afinal, o nome do jogo é Ragnarök, o apocalipse da mitologia nórdica.  Kratos e Atreus vão precisar lidar com seus erros para salvar o mundo da destruição.

Jogos de mitologia nórdica

Uma notícia triste para quem esperava que God of War Ragnarök fosse o segundo de uma trilogia. Já foi confirmado que nesse game, enceram-se as aventuras nórdicas de Kratos. Em um evento realizado pela Sony, o pessoal do Santa Monica Studio deixou claro que ele seria o desfecho deste arco da série.

Em entrevista ao canal Kaptain Kuba, Cory Barlog afirmou que eles estão visando outra ambientação por causa do tempo estendido de produção de cada jogo. Levaria muitos anos para uma trilogia ser concluida.

[…] considerando onde a equipe estava e onde o [diretor] Eric Williams estava em relação ao que ele queria fazer, eu pensei, acho que na verdade podemos terminar isso na segunda história.

Porque muito do que estávamos tentando fazer desde o início era contar algo sobre o Kratos e o Atreus, que o núcleo do motor da história é realmente o relacionamento entre esses dois personagens e a complexidade irradia como ondas em um lago. E poderíamos fazer disso um oceano, fazendo essas ondas percorrerem milhares de milhas, mas isso é necessário e benéfico, ou estaríamos apenas esticando demais, com as ondas se espalhando muito e meio que perderíamos um pouco o enredo?”

Mas não se preocupe. Há inúmeros jogos de mitólogia nórdica que você pode jogar para matar a saudade de Odin, Thor e outros deuses da Escandinávia. Confira:

Assassin´s Creed: Valhalla  

Em Assassin's Creed: Valhalla, o jogador controla Eivor, um (ou uma) viking que quer vingar o assassinato de sua família. Ele ou ela tem ainda a oportunidade de conhecer personagens famosos da mitologia nórdica e visitar vários lugares citados nas histórias.

Valheim

Inspirado na mitologia nórdica, Valheim é um jogo de sobrevivência e mundo aberto em que o jogador assume o papel de um viking morto retirado do campo de batalha para sobreviver no pós-vida, onde tem que criar ferramentas, construir casas e lutar contra inimigos para sobreviver.

O jogo é um sucesso no aqui no Brasil, sabia? Nosso país é o terceiro mais engajado com o título no Instagram. Além disso, a nacionalidade brasileira é a quinta mais comum entre os seguidores no Facebook.

“Valheim tem recebido um grande apoio no Brasil. Nem é preciso dizer que a comunidade brasileira é importante para nós, e gostaríamos de agradecer a todos os nossos fãs brasileiros por jogar Valheim!”, declarou um porta-voz do estúdio em entrevista ao Canal Tech.

Uma curiosidade interessante é que Valheim teve seu desenvolvimento iniciado por apenas uma pessoa: o sueco Richard Svensson. Hoje CEO da Iron Gate, ele teve a ideia original do game em 2018 e e começou a trabalhar nele sozinho.

Hellblade: O sacrifício de Senua

Em Hellblade: O sacrifício de Senua, o jogador assume o papel de uma jovem celta que precisa invadir Hel, o mundo dos mortos da mitologia nórdica, para resgatar a alma de seu grande amor, morto em sacrifício aos deuses por invasores vikings. A guerreira, porém, sofre com doenças mentais e tem episódios de psicose, o que faz com que ela fique confusa em relação ao que é real ou não durante o game. 

O jogo foi muito elogiado pelos jogadores por causa de sua história densa, seus gráfico elevados e pela imersão causada pelos efeitos sonoros.

Para ver a lista completa, clique aqui.

Compartilhe

Letícia Höfke

Letícia Höfke

Sou jornalista, escritora e completamente apaixonada por tudo que envolve o universo geek - principalmente, o Batman.

Veja também