Início » Notícias » Só os proibidões: confira jogos proibidos no Brasil

Só os proibidões: confira jogos proibidos no Brasil

A censura imposta a jogos de videogame em diferentes países gera muita polêmica, mas é algo muito comum de acontecer. Às vezes, o governo chega até mesmo a banir um determinado jogo por causa de conteúdo considerado ofensivo dentro daquele contexto cultural ou ideologia política dominante. Aqui, no nosso país, isso não foi diferente. Confira aqui que jogos proibidos no Brasil. 

Jogos proibidos no Brasil

Carmageddon

O Brasil censurou seu primeiro jogo em 1997. Carmageddon foi proibido em todo o território nacional por “incitação à violência no trânsito, propaganda abusiva que induz à violência e produto que oferece riscos à segurança e à saúde”. O jogo era baseado no filme “Death Race 2000”, e  o jogador ganhava pontos por atropelar pedestres ou fazer manobras arriscadas.

O governo brasileiro obrigou a BraSoft, distribuidora nacional, a retirar o game de circulação. O segundo capítulo da série, “Carpocalypse Now”, lançado em 1998, também foi banido. 

Duke Nukem 3D

Outro dos jogos proibidos no Brasil foi Duke Nukem 3D, um jogo de tiro. O jogo continha violência e nudez, o que o levou a ser censurado em diversos países, mas, no Brasil, foi proibido por causa do Massacre no Morumbi Shopping, um assassinato em massa ocorrido em 1999 dentro de uma sala de cinema pelo estudante de medicina Mateus da Costa Meia.  Supostamente, o tiroteio foi inspirado na primeira fase do jogo, em que o jogador enfrenta alienígenas em um cinema. Por causa disso, o Ministério a Justiça baniu as vendas do game

Doom

Depois da tragédia no Shopping Morumbi, Doom também foi banido pelo Ministério da Justiça.

Mortal Kombat

Políticos conservadores afirmavam que Mortal Kombat ensinava os jovens a roubar e a matar. Por causa disso, o game teve suas vendas banidas pelo Ministério da Justiça.

Counter-Strike

No ano de 2007, a 17ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado de Minas Gerais proibiu as vendas do shooter Counter-Strike, citando “incitação à violência”, principalmente por causa do mod cs_rio. A decisão gerou protestos no vão do MASP, em São Paulo, o que pressionou o Tribunal Regional Federal a revogar o banimento em 2009.

Bully

Desenvolvido pela Rockstar Games, Bully foi proibido no Brasil por decisão da 16ª. Vara Cível de Porto Alegre pelo motivo de “retratar situações ditadas pela violência, provocação, corrupção, humilhação e professores inescrupulosos, nocivo à formação de crianças e adolescentes e ao público geral”.

O game, no entanto, voltou a ser comercializado em 2016 para PC e PS4.

Grand Theft Auto: Episodes of Liberty City

O DLC The Ballad of Gay Tony, de Grand Theft Auto IV e a expansão Episodes of Liberty City foram banidas não só no Brasil, como também no mundo inteiro. O motivo não tem nada a ver com violência. Ocorreu pelo uso indevido da música Conga Kid (ou Bota o Dedinho pro Alto), do funkeiro mirim MC Miltinho. A juíza Leonete Maria da Silva pediu o fim das vendas do jogo em todos os países. O Tribunal de Justiça, no entanto, anulou a decisão a pedido da Rockstar poucas semanas depois.

EverQuest

O MMORPG EverQuest também teve sua venda proibida antes mesmo de começar sua venda oficial no Brasil. Em comunicado, a Superintendência de Proteção ao Consumidor declarou que o jogo “leva o jogador ao total desvirtuamento e conflitos psicológicos ‘pesados'; pois as tarefas que este recebe, podem ser boas ou más”.

Postal 1 e 2

Postal também foi banido pelo Ministério da Justiça após aquele caso do atirador no shopping. No entanto, suas vendas foram revogadas e tanto o Postal 1, como a sequência, Postal 2, podem ser encontradas em lojas digitais como o Steam.

E aí? Gostou de ver os jogos proibidos no Brasil? Qual é sua opinião sobre o banimento desses jogos? Acha que foi justo ou foi exagero das autoridades?

Para além dos jogos proibidos no Brasil: confira outras listas do Clube do Vídeogame

Gosta de Piratas? Que tal conferir a lista com com alguns dos melhores jogos de piratas? Clique aqui.

Também temos uma lista com alguns dos piores jogos do mundo.

Se quiser ver alguns dos maiores vilões dos games, basta clicar aqui.

Além disso, se quiser uma sessão pipoca com filmes baseados em jogos, pode conferir uma lista aqui.

Compartilhe

Letícia Höfke

Letícia Höfke

Sou jornalista, escritora e completamente apaixonada por tudo que envolve o universo geek - principalmente, o Batman.

Veja também

Especiais
Letícia Höfke

Jogos de mitologia nórdica

Mitologia vem do grego mythos – que significa contar, dizer – e logos – que significa escrita, tratado e razão – e é o estudo

Continue lendo