Silent Hill: Konami nega existência de um reboot

Silent Hill capa

Após rumores de um possível reboot da série Silent Hill, a Konami na terça-feira (24) negou uma existência de um reboot da franquia de acordo com o site Rely on Horror, mesmo site que disse que Silent Hill ganharia um reboot.

“Estamos cientes de todos os rumores e reportagens mas podemos confirmar que eles não são verdade. Eu sei que não é o que os fãs gostariam de ouvir.”, afirmou o representante da divisão americana da Konami via comunicado.

O representante reforçou que a empresa ainda tem interesse em fazer um novo jogo da franquia.

“Isso não diz que estamos fechando a porta completamente para a IP, apenas de que não é do jeito que está sendo reportado.”

Sobre o rumor

O site Rely on Horror tinha publicado no início de março, assegurando ter fontes extremamentes confiáveis que um reboot de Silent Hill estaria em desenvolvimento pela equipe de Siren: Blood Curse.

Segundo os rumores, o primeiro game do acordo com a Konami seria um reboot da franquia e o segundo seria um novo jogo de Silent Hills, que tinha sido cancelado anteriomente, mas que estaria sendo desenvolvido novamente pela Kojima Productions com a Sony SIE Japan. O site também afirmou o envolvimento de várias pessoas já conhecidas na franquia como Keiichiro Toyama (diretor), Akira Yamaoka (compositor) e o Masahiro Ito (designer).

Konami completa 51 anos

No sábado (21), a empresa japonesa, Konami, completou 51 anos. A desenvolvedora foi inaugurada em 1969 como uma empresa de aluguel e reparação de jukeboxes na cidade de Osaka por Kagemasa Kozuki. Um dos mais aclamados diretores Hideo Kojima, entrou na Konami em 1986. Foi responsável pela franquia Metal Gear até 2015.

Algumas franquias famosas pela empresa são: Castlevania, Contra, Metal Gear, Silent Hill, International Superstar Soccer e Pro Evolution Soccer/Winning Eleven.

E aí, o que achou do posicionamento da empresa? Conte pra gente!